quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Sombras


Tumblr_llqaj1v0kc1qi3ekgo1_500_largeE naquela noite, fui dormir nos braços do frio. Procurei-lhe por todas as partes, mas não consegui lhe encontrar. Onde estaria o seu amor para me acalentar? A solidão tomou conta de mim. Em minha mente, apenas o eco de um vazio sem fim. Meus pensamentos então rebuscaram as lembranças até chegar a você. Pude ver o seu rosto de longe, mas consegui perceber o seu olhar, fixo em mim. E você tinha no rosto aquele sorriso radiante, o mais bonito de todos. Estávamos de mãos dadas e passeávamos, cantando alegremente pelo bosque. Ouviam-se risos e sussurros de amor por todos os lados. Em um momento então, tudo escureceu. Sentia uma dor muito forte, como se houvesse um pedaço de vidro rasgando o meu peito em duas partes. Sangrava muito, e as lágrimas não cessavam. Ao acordar, vi você sorrindo novamente. Mas dessa vez, estava com ela, e dizia as mesmas coisas que dissera para mim um dia. E seu sorriso era tão mais radiante... Mas não havia um brilho no olhar. De repente, a doce garota transformou-se num monstro de sombras. Suas mãos estavam sujas de sangue, e seus olhos ardiam em furor. Meu amado gritava meu nome, e suplicava que não me levassem... Sinto agora gotas quentes escorrendo pelo meu rosto. A dor insiste em continuar. São lembranças, apenas lembranças. Saudades dos sonhos que a vida levou de mim. Esperança de um dia reencontrar-lhe, no mesmo lugar. Com o mesmo sorriso - com o mesmo amor.

sábado, 1 de outubro de 2011

Ponta-cabeça

De repente, meu mundo virou de ponta cabeça. Já não sei mais o que quero. Não sei se lhe quero perto, não sei se lhe quero longe. Não sei se sorrio ou choro, se persisto ou abandono. Decidi que vou seguir meu caminho, com ou sem você. Aprendi que na nossa vida, quase tudo tende a ser passageiro, e o que vai me dizer se você também não foi? Será que você teria coragem de olhar em meus olhos agora e dizer que não me quer mais? Aliás, será que algum dia você me quis? Será que algum dia me amou de verdade, e sonhou com o meu abraço? Às vezes penso que eu não passei de um brinquedo, uma distração para você. Chega a ser engraçado pensar que tudo isso não passou de uma ilusão para mim. Machuca o fato de saber que planejei uma vida pensando em nós, e agora só sobraram os meus anseios tolos da nossa história. Tenho que ser forte e continuar sorrindo, mesmo sabendo que você mudou, mesmo vendo você com tantas outras, mesmo sentindo que você nunca será – e, quem sabe, nunca foi – totalmente meu. É frustrante perceber que você não é mais o garoto pelo qual me apaixonei. De longe, assisto-lhe partindo de minha vida. Não, eu não vou lhe impedir de ir embora, não vou lhe pedir para ficar. Talvez um tempo longe seja bom para pensarmos e botar a cabeça no lugar. Espero apenas pelo dia em que ficaremos cara a cara, e eu finalmente decidirei o que será melhor para mim: ter você ou esquecer-lhe de vez. Porque afinal de contas, eu não aguento mais sofrer. Preciso dessa prova para desatar o nó que há em meu coração, pois meu peito já não suporta mais essa confusão. Só queria que soubesse que o tempo e a distância nunca conseguirão apagar o que um dia eu senti por você. E quando tudo isso acabar, eu desejo que você esteja segurando a minha mão, e que os nossos sorrisos se tornem finalmente um só.